MINHA VIDA DE A A Z

MINHA VIDA DE A A Z

Robson de Souza, o Robinho, ´ uma das maiores revela´´es do futebol brasileiro dos ´ltimos tempos. Natural de S´o Vicente, no litoral de S´o Paulo, o garoto foi descoberto cedo. Cedo tamb´m foi o seu ingresso no futebol profissional. Com apenas 18 anos j´ conquistou o Campeonato Brasileiro pelo Santos, quando foi o destaque.

A hist´ria de Robinho com a bola de futebol ´´ na ´poca, o futsal ´ come´a no extinto Esporte Clube Beira-Mar, que hoje virou uma quadra que leva o nome do craque. Ainda na categoria mamadeira, ele levava os torcedores ao del´rio e os seus advers´rios ao desespero com os j´ desconcertantes dribles.

Com nove anos, marcou 73 gols numa ´nica temporada no futebol de sal´o. Descoberto pelo t´cnico Roberto Ant´nio dos Santos, o Betinho, o menino rapidamente trocou o sal´o pelo campo em 1994 e foi defender a Associa´´o Atl´tica dos Portu´rios. De l´ para as categorias de base do Santos Futebol Clube, vizinho ao Portu´rios, n´o demorou quase nada.

Sempre com o companheiro Diego, Robinho, no seu in´cio no Peixe, ainda era coadjuvante. Na primeira vez que a diretoria ligada ao futebol profissional foi ver um jogo da dupla, era Diego quem mais chamava a aten´´o. Aos poucos, Robinho ganhou notoriedade e, ap´s o t´tulo do Campeonato Paulista sub-17 em 2001, subiu junto com o amigo.

Os santistas n´o acreditavam que uma mesma safra de garotos daria duas j´ias ao clube. O atacante ainda ganhou o aval de Pel´, com quem chegou a treinar na ´poca em que o Rei do Futebol coordenou as categorias inferiores do Santos.

Em 2002, enfim, o Brasil conheceu Robinho. Em menos de um ano, ele deixou de ser promessa para se tornar uma grata realidade do futebol brasileiro. Naquele Campeonato Brasileiro, ajudou o Santos a quebrar uma s´rie de 18 anos sem t´tulos. Na decis´o, contra o maior rival e principal v´tima ´ o Corinthians, Robinho reinou.

Al´m de fazer gol, mostrou o seu cart´o de visita: as famosas pedaladas, drible que o deixou ainda mais em evid´ncia. Em 2003, foi vice-campe´o da Copa Libertadores da Am´rica. No ano seguinte, voltou a comandar o Santos em mais uma conquista do Brasileir´o. Robinho resgatou a alegria que o brasileiro estava acostumado e com saudade no futebol.

Depois de conquistar o Brasil, chegava a hora de buscar novos horizontes. Seu ex-t´cnico no Santos, Vanderlei Luxemburgo, foi quem abriu as portas da Europa para ele e contratou Robinho para o Real Madrid. Ao chegar ´ Espanha, o ex-santista j´ herdou a camisa 10 de um dos mais consagrados times de futebol do mundo.

Pela Sele´´o Brasileira, Robinho ainda ´ praticamente um novato. Ap´s o fracasso do Brasil na Copa do Mundo da Alemanha, quando ele teve poucas oportunidades, o atacante ´ praticamente nome certo em todas as convoca´´es da CBF e deve seguir assim, e como titular, at´ o pr´ximo Mundial.

Em 1 de setembro de 2008, Robinho completou uma mudan´a para Manchester City.